terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Natal

O Natal. Detesto o Natal. É das piores épocas festivas que tenho que engolir e esta nunca consigo escapar.

Natal perfeito seria eu, de pijama e robe, de meias, à frente da lareira enquanto vejo um filme ou enquanto estou entretida a jogar na Wii. Se possível com a minha irmã e com a minha mãe a jogar também.

Mas não: Natal para ser Natal com a minha mãe, tem de ser enfiada numa sala de jantar bem barulhenta com os meus 14 tios e os meus 18 primos, família essa que só encontro nestas festas e alguns casamentos (porque esta gente nem se digna de ir a funerais). E quando se junta muita gente, é para discutir, roubarem os lugares da mesa uns dos outros. E depois promete-se que não se volta a repetir uma consoada assim no próximo ano. Mas depois  esquece-se e volta tudo ao mesmo todos os anos.

Natal é aquela época festiva que se pensa em usar uma roupinha bonitinha, mas acabamos por vestir uns jeans e uma camisola polar porque faz um frio do caraças.
É aquela altura em que o meu lado claustrofóbico surge quando estou dentro de um Centro Comercial, porque é muita confusão, porque é muito barulho, porque o mesmo cd de músicas natalícias passa em todos os lados, porque há muitas criancinhas aos gritos à solta, porque para embrulhar uma prenda tenho de estar numa fila com 1000001 pessoas....

Odeio o Natal. Já disse que odeio o Natal?






0 impressões:

Enviar um comentário