quarta-feira, 26 de novembro de 2014

E durante o fim de semana vi o filme "Sei Lá"

E cheguei a brilhantes conclusões:

1. A roupa que se usava em 1999 é exactamente igual à que se usa em 2014.

2. As betas de Lisboa quando se encontram para jantares só de betas, é só para falar mal dos homens. 

3. Basta apertar os tomates de um marido traidor, para que ele pondere assim à primeira em passar a ser um esposo fiel.

4. Ter trinta anos e ter um apartamento acima do espectacular em pleno centro de Lisboa é uma coisa que era possível em 1999.

5. Em 1999, uma beta lisboeta com 30 anos já era uma jornalista conhecida e que até tinha a possibilidade de pedir o salário que pretendia.

6. A Leonor Seixas representou uma personagem que é tal e qual a Margarida Rebelo Pinto, coisa que eu sinceramente odiei.

7. A banda sonora era 100% beta. 

8. No filme aparece algumas falas em que a protagonista trata alguém por Você. Isso não é falta de respeito?

9. A única coisa que realmente gostei do filme foi o cabriolet verde do Cerdeira. 

10. A Margarida Rebelo Pinto, essa que pensa ser a Florbela Espanca deste século, continua a ser uma merda de escritora, com livros de merda, uma fútil de merda, com atitudes de merda.

 Ah e tal, como sabes que ela é uma escritora de merda, Alima? Talvez porque li alguns livros dela, sacadinhos na internet ou porque às vezes encontro os livros dela a preços de chuva no OLX, o que faz com que os leia e os ofereça a amigas que adoram a gaja.

1 impressões:

G.S. disse...

e o último livro dela? Ai que dor de alma!

Enviar um comentário