quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Dos filmes que me deixam com duas (ou mais) lágrimas nos olhos

Decorria o ano mil novecentos e noventa e troca o passo quando vi pela primeira vez o filme "ET, o Extraterrestre". Vi-o pela primeira vez numa noite de consoada acompanhada pelos meus primos, na tv ainda a preto e branco da cozinha da casa da avó para que estivéssemos afastados do barulho que se fazia à mesa da sala.  

E sim, talvez pelo filme ou pelo fumo da lareira minhota que em dias de vento não trabalha como deve ser ou então pelas duas coisas, toda a canalhada que tão atentamente assistia o filme ficou com os olhos vermelhos. 


Noutro Natal lembro-me de ter visto "Todos os cães merecem o céu". E eu, defensora acérrima dos quatro patas, recordo-me que também me comoveu de tal modo que tive de surripiar um guardanapo para limpar toda a minha angústia.  


Há cerca de catorze anos atrás, numa altura em que fazia mudanças da minha antiga casa para aquela que actualmente habito, lembro-me de ter sentado no sofá e ver um filme que dava na SIC num sábado à tarde (naquela altura ainda davam filmes de jeito na tv, nada de programas de música apimbalhada) e ter ficado seriamente comovida com o filme "A Princesinha", principalmente quando ela tenta tudo para que o pai a reconheça pois ele tinha sofrido uma amnésia. Aí sei que chorei mesmo, estava a borrifar-me para a minha irmã que estava comigo que também chorava.


Ultimamente, tenho visto alguns filmes mais já para público adulto. O tema "cancro" é dos temas que mais mexe comigo por mil e uma razões. E quando há umas semanas atrás vi o filme "A Culpa é das Estrelas", antes que começasse, pus um pacote de kleenex em cima da mesa de centro. E sim, dei uso a eles.  Muito uso.


Tudo isto para mostrar que apesar de ter ar de valentona e de dura, sou uma pessoa sensível a extraterrestres, animais, meninas orfãs e adolescentes com cancro...

1 impressões:

xaxia disse...

Crianças doentes, mães doentes de crianças, crianças orfãs, e eu lavo-me em lágrimas.

Enviar um comentário