sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Do jardim

Ofereci à minha irmã no aniversário dela dois porquinhos da Índia ainda bebés.
São uns bichinhos maravilhosos e meigos e uns comilões de primeira (para não falar que a palavra "porco" está bem adequada para este tipo de animais).


Passado uns dias, adotei uma porquinha da Índia já adulta.
Experimentamos deixa-los no jardim protegidos por uma vedação, não fosse algum gato vadio ou os meus próprios cães mata-los.

Conclusão:

Jovem:
- Tens um jardim cuja relva cresce de dia para dia?
- Detestas andar para trás e para frente com a máquina de cortar relva, sob sol abrasador e suadelas?
- Detestas ter que meter a relva cortada na caixa da compostagem por causa do cheiro intenso a putrefacção?
- Tens porquinhos da Índia que adoram comer e comer e depois tens de apanhar os dejectos da gaiola?


Façam como eu:

Enquanto estiver bom tempo, os porquinhos ficam no jardim durante o dia a comer relva. E como comem...



Claro que lhes dou ração, feno e material adequado para eles roerem... 

0 impressões:

Enviar um comentário