quinta-feira, 26 de junho de 2014

Das merdas deste Portugal

Ligo para tomar café com uma das minhas velhas amigas do tempo do liceu, também ela enfermeira.

Saio do café completamente revoltada: Uma enfermeira a trabalhar no turno da noite num lar com tanto prestígio que até website tem, com capacidade para quarenta idosos, com o apoio de uma auxiliar apenas.

O salário da enfermeira: 500 euros a recibos verdes.

Trabalha lá há três meses e ainda não assinou qualquer contrato, porque a Direção anda a esquivar-se a todo gás de tais burocracias.


Portugalzinho de merda. Portugalzinho de merda mesmo.


0 impressões:

Enviar um comentário