domingo, 9 de março de 2014

Das aventuras nocturnas

Neste fim de semana, eu, alguns portugueses e uns espanhóis que estudam comigo resolvemos passar o fim de semana na Ucrânia. 
O objectivo seria tentar passar um fim-de-semana divertido e ao mesmo tempo relaxante.
Alugamos dois carros, e lá nos pusemos a caminho cheios de medo de sermos barrados na fronteira. Caso fossemos barrados, iríamos arriscar e viajar para a Hungria. Felizmente não tivemos problemas em entrar na Ucrânia. Depois de instalados no hotel, devidamente vestidos e arranjados fomos jantar a um club e posteriormente iríamos parar a um bar ou discoteca ou coisa do género.

Foi das melhores noites que passei numa discoteca. A música era agradável, o espaço em si também, a companhia e as bebidas idem. É uma sensação de liberdade autêntica estar num país em que ninguém nos conhece, em que podemos flirtar com alguém sem que sejamos criticados por outros.

Na discoteca em que acabamos a noite, era uma discoteca elitista. Tudo bem vestido, sem grande espalhafato. O facto de nos comunicarmos em português e castelhano chamou a atenção a algumas pessoas que lá se encontravam e logo logo vieram meter conversa connosco. Médicos, Veterinários, Professores da Universidade da cidade onde estávamos abordaram-nos num inglês quase fluente e nós aproveitamos também para saber o que se passava na cabeça daquelas pessoas e para treinar o nosso russo... 


Receio que se a situação que se está a passar na Ucrânia continuar, provavelmente será a última vez que lá entrarei, o que é uma pena visto estar a menos de 100km da fronteira e ser um dos meus países favoritos para passear e fazer compras. 

Por eles, pelos países vizinhos e por mim rezo que logo logo as coisas se acalmem...

0 impressões:

Enviar um comentário