quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Querida S.

Se há coisa que sempre invejei em muitas das minhas amigas era o facto de muitas delas terem a avó mais fofinha do mundo. A minha avó nunca foi uma pessoa fofinha nem daquele tipo de avós que faz bolos e bacalhau como ninguém (ela nem fritar um ovo sabe).
A minha avó sempre foi muito dura com o que diz. Estes dias, antes de sair de casa, pus um bocado de batom vermelho nos lábios. E quando ela me viu, comentou que aquele vermelho fazia com que eu parecesse um poulet. A minha mãe vociferou para ela "oh mãe, isso são lá coisas que se digam?". Eu rapidamente perguntei à minha mãe em que medida eu parecia um frango. E a minha mãe acabou por me explicar que poulet à la puttanesca é um prato francês. À LA PUTTANESCA! A minha avó acha que o meu batom 31 da Boticário me dá um ar de puta!!!


De qualquer forma ela também me faz passar por situações embarçosas/hilariantes. Graças ao friozinho que se rapa em casa (Viver numa vivenda nunca é tão confortável como um apartamento), a velha acabou por ficar rouca, com tosse produtiva, pulmões encharcados e falta de ar para complicar ao seu mega coração nonagenário.
E claro, fez pressão para que fosse ao médico o quanto antes. Então pus-me a mexer uns cordelinhos num hospital da misericórdia perto de casa para que tivesse uma consulta o quanto antes.


Dia da consulta, à hora marcada.

Eu e a minha irmã e a velhota na sala de espera.
Passa um médico muito bem parecido por nós. A minha irmã sussurra para mim "Eu com um destes até ficava doente de propósito". Eu limitei-lhe a dar um sorriso de cumplicidade e troquei poucas palavras com ela sobre o quanto concordava.


A recepcionista chama o nome da avó para ir para a sala X.
Eu e a minha irmã entramos com ela. O médico era o tal bem parecido.

E pronto risinhos dele e dela para lá e para cá, eu e a minha irmã como mera espectadoras. Ele examinou-a, eu entreguei-lhe a lista de medicamentos que ela tomava e tal. Ele passa-lhe uma receita e coisa e tal.

Quase a acabar a consulta. A velhota dispara para ele:
- Reparei que o senhor Dr. não tem aliança. É casado?
- Não, senhora O.- responde-lhe o médico.
- Óptimo, sr. Dr.. É que aqui as minhas netas estavam lá fora a comentar entre as duas que o sr. Dr. é muito bonito. E digo-lhe já que você me parece um cavalheiro. E sabe, as duas ainda estão solteiras. E são muito boas mocinhas.  E olhe, são quase MÉDICAS, está a ver?

O médico olha para nós e nós as duas com um ar completamente aparvalhado. Afinal de contas a minha avó tem problemas de audição ou não?


Meus amigos, nós as duas ficamos de todas as cores. Se houvesse um buraco, seria ali onde enterrávamos a nossa cabeça.
Que vergonha, meu Deus. Que vergonha.

1 impressões:

S* disse...

ahahah Mas que avó tão prá frentex!

Enviar um comentário