quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Fica um poema que aprendi quando tinha uns cinco-seis anos e ainda o sei de cor...

Hoje que o ano começa
E para que comece bem
Vou fazer uma promessa
Ao meu pai e à minha mãe

Prometo solenemente
Não brigar com o meu irmão
Repartir com toda a gente
Brinquedos, bolos e pão

Ter sempre tanto juízo
Quer de dia, quer de noite
E que nunca seja preciso
Apanhar algum açoite

Porque se assim o fizer
Hei-de ter muitos amigos e amigas
Porque a amizade se pega
Mais que o sarampo e as bexigas.

Desconheço o autor. Sei que este poema estava num livro infantil que eu tinha.

É pena que já não consiga decorar outras coisas.

Um excelente 2014! Que todos os vossos desejos se cumpram.


Alima

1 impressões:

S* disse...

Mas que menina prodígiil Ficou lindo.

Enviar um comentário