domingo, 12 de janeiro de 2014

Do marisco...

Contou-me o meu tio F. que um dia, há uns 30 e tal anos atrás, um emigrante vindo lá de França, queria pagar-lhe uns favorzitos. E como tal, queria pagar-lhe uma mariscada para os lados  de Vigo.
Acontece que o meu tio, ex-combatente de Ultramar já estava habituado a comer camarão e lagosta. Aparentemente o tal emigrante nem por isso.

Chegaram à marisqueira com toques de finnesse, abriram o cardápio, e o emigrante disse que queria uma espécie de parrilhada de marisco. Quando chega a parrilhada, o homem não tem meias medidas, agarra um camarão pela boca e começa a trincá-lo como se de uma coxa de frango se tratasse.
Segundo o meu tio, TODA a sala olhava para o senhor. Mas ele não deu parte de fraco. Foi assim que comeu meia lagosta. Com casca, antenas e com tudo.

1 impressões:

S* disse...

ahahah Mas que falta de maneiras. Deve ter sido hilariante.

Enviar um comentário